segunda-feira, 6 de setembro de 2010

A gripe do Ricardão

Um sujeito, voltando de uma viagem de negócios, entra em um táxi no aeroporto.
Enquanto se dirigem para casa, ele pergunta ao taxista se ele topa ser testemunha, pois, suspeita que sua esposa esteja tendo um caso e pretende flagrá-la no ato.
O motorista concorda e ao chegarem silenciosamente a casa, sobem pé ante pé até o quarto. O marido acende as luzes, arranca o cobertor e lá está a esposa dele na cama com outro cara.
O marido coloca a arma na cabeça do homem nu.
A esposa grita:
- Não faça isso!
Este homem tem sido muito generoso! Eu menti para você quando disse que herdei dinheiro. Foi ele quem pagou o BMW que eu comprei para você. Ele pagou também o nosso iate novo, foi ele quem comprou e mantém a nossa casa em Angra dos Reis e comprou o nosso título do Yate Tênis Club!!!
Perplexo, o marido abaixa a arma.
Olha para o taxista e pergunta:
- O que você faria?
O motorista responde:
- Eu o cobriria logo com o cobertor, antes que ele pegue uma gripe.

Nenhum comentário:

Postar um comentário