sábado, 7 de agosto de 2010

DIZERES DO POVO DA NOSSA REGIÃO - PONTA GROSSA E CAMPOS GERAIS

Recebi e achei de mais, mas é só nosso povo que entende.
ESSES REGIONALISTAS... TA LOCO...

- “loko de baum”= ótimo
- “De paia”
- “CAPAIZ LOCO VEIO............”
- “é se espicha”
- “deusu livr”
- “Vc veio de carro? Não vim andandinho, passeandinho,
olhandinho umas vitrines”
- “se alguém te conta alguma coisa que vc desconfia, logo
solta um: “Há de ... capaiz?”
- Ou as tias conversando: “Calcule, loca do céu...”no lugar
de: imagine!
- Aqui não se corta caminho, se atora!
- “tudo esgualepado”
- fiz uma gambiarra”
- “um xunxo”
- “que xaxixo”
- lá vai borduada”
- nato que se preza, jah disse “Teu cú
burro!!! “ou jah pronunciou”capaiz home”ou a variação”capaiz
loco veio”ou o tb famoso: - “uzulivre!!!”que traduzindo seria
Deus o livre.
- “loka(o) do céu, vô intanguí de frio!”- dizendo que ta tão frio que o corpo
Vai enrigecer.
- “Ah, mãezinho do fiinho!”- nem precisa explicar né?
- “Asta pra lá jaguara”- Passa cachorro vira-lata.
- “gente do céu!!!!!!!!!!!!!!
- Tira o zóio”
- verbo que só existe aqui: Acarcar!
Usado na frase: Não acaRRRRRque minha caneta! E com o R bem
Carregado!
- Caiu?! Foi PIALO!!
- Ou o “ORNAR”?! Quantas vezes ouvir o pedreiro: “Isso aqui
Naum tah ORNANDO muito naum, dona!”
- Palavrões clássicos: lazarento, fiá da mãe, fiá da pulícia,
Caipora, animar veio, animar de teta, (esta é demais!), jacú, jacu
Rabudo, cavalo de teta, e por aí vai!
- “To q eh a capa da gaita”= tô largo, com sorte
- “ando meio esgualepado”
- ... “Crêênndios..!!!!!”
- má q diabo esse tróço”
- “feche a cara, piá”
- “qq tah se abrindo?” (dando risada à toa)
- “eh pa acaba msm”
- “O TONGO!!!!”
- “DAR COM A MÃO” se referindo a fazer sinal para o ônibus.
- “apeie logo”
- “e, no telefone, um simples “quem” ao atender....
- “hah diabo”
- “Deusulivre”
- “vc toma chimarrão??”
- “pra diante” de tal lugar
- “virado no guede” (até hoje não entendi isso)
- “Uuu gaúcho veio!” (só comprimentar assim qualquer tiozão que eles dão ca mão bem sorridentes...)
- “encarangar de frio”
- “ÁAAAH DE SERRRRR!”
- “nem seu nó sego! Qué briga vem ne mim!”
- “Erde, não ta vendo nuve, mas é um lêndia mesmo!”
- “Va se ferrar seu guaramputa, lazarento do diabo!”
- “Guarapuavano nunca fica na posição de cócoras, guarapuavano fica de croque, ou acrocado!”
- “falar puiz óia, eu....” quando quer falar alguma coisa.
- “já hoje” = agora pouco
- “pior que eh memo” (ato de confirmar algo)
- “essa eh di matar”
- “fuja loco, sartei de banda, fala loco veio, que cuera vc”
- “saíram que saíram pentiado!” (quando alguém sai correndo de algum lugar)
- “mas é loco de jaguará...”
- “aquele diabo, lazarento dos infeRno!”
- “FULANO SÓ FICA SE METIDANDO”
- “pidoncho ou pidonchero!!!”
- “fulano te qué que significava fulano está te chamando – quando alguém vinha nos chamar para dizer que alguém queria falar conosco e: apure = anda logo”
- “mas que tar isso dhae... pense num troço engraçado...”
- “pare de atiçá, pq depois vc carpe o gato” atiçá = provocar – carpe o gato = sair fora.
- “olhe, aquele carro tem uma tórda” (se referindo a capota de uma saveiro)
- “O outro levou uma garrafada no juízo” (na cabeça)
- “Mais se bote comigo que eu te encho de bordoada!”
- “Tudo eles foram....” (indica muita gente foi)
- “um abraço pro gaitero.” (coisa ou assunto sem solução/despedida)
- “pra mais de metro”: coisa ou assunto muito longo.
- “mais firme que palanque em banhado”: coisa ou pessoa com pouca resistência, sem forças. Também se diz de quem bebeu além da conta.
- “lá longe”, para explicar que determinado local não fica perto.
- “se finja de hóme e se pinche no meu peito” (chamando outro para briga)
- “vem ne mim possuííííída” (estilo vem quente que eu estou fervendo)
- “vô pá cidade pagar umas conta” (referindo-se ao centro comercial)
- “ou então essa música é podre”
- “é o bixo da goiabada, mas já é simprão”
- “bem decunforça”
- “ou se envaretá” (referindo-se a retirar-se do recinto)
- “vou na loja tira uma TV” (comprar)
- “que bom se sesse”
- “bati ca idéia na parede” = bati a cabeça
- quando tem alguma coisa improviada, mal feita, se diz: “ficô um chachicho”
- “ala nego veio”
- “esse almoço ta arregado”
- “aquela biscatinha”
- “vc eh meu chegado”
- “ele ganho... mas axo q fizeram xunxo”
- “ai destronquei meu pé”
- “passe mei d fianco que cabe”
- “mais eh um disgranhento” (desgraçado)
- “comi tanto q fiquei enpaxado, enfarado”
- “pare d se ensebá menina”
- “essa menina fica se fresquiando pro namorado dos ôtros”
- “quanto custa? Dois pila?”
- “quedelê?” (onde ta)
- “me arrepresenta q vi!”
- “o tempo ta meio brusco”
- “mais eh um bocó”
- “voltimeia eu vô lá”
- “dexe eu toma nota”
- “eu tenho um guapequinha” (cachorro viralata)
- “to cagando e andando”
- “belê” = beleza
- “caboco = cara, mano, amigo
- “falo= falou, é isso aí...
- “da um pulo = ir a algum lugar ex: dar um pulo no jordão na 15...
- “na 15 = ir no lugar chamado 15 que consiste em três quadras que lotam no fim de semana com jovens de todas as idades no bobódromo.
- “eta piá veio”
- “é de cair o cú da bunda!!”
- “mai esse é o cu da cobra”
- “é tanta chuva que cavalo toma água em pé!”
- “vá peida na água”
- “vc pode prega fogo”
- “já quece ta de varde piá, dê cum a mão pra lotação, se não vamo ter que torá o trexo, e é longe pra mais de metro”
- “vina” = salsicha (deriva do termo alemão “vinewurst”)
- “puta la merda”
- “ir para UTI”= ultima tentativa do individuo, quando entra para UNICENTRO, universidade de Guarapuava ou quando vai num desmanche pra farra.


Fonte: http://padilhaverde.blogspot.com/2010/08/dizeres-do-povo-da-nossa-regiao-ponta.html

3 comentários:

  1. Esses termos são ótimos! Já viu o livro "Jacu Rabudo" do professor Doutor Hein Bowles? Prata da casa e tem na Letras do Palladium! É inteirinho sobre os termos pontagrossauros!!!

    ResponderExcluir
  2. eu NÃO ENTENDI NADA AI NÃO FALA NADA DO QUE FALA QUE VAI CHOVER EU PÉSQUISEI ISSO FAZ 4 HORAS A EU LI TUDO QUE ESTA ESCRITO NESE SAITI

    ResponderExcluir
  3. PRA FALAR EU Não gostei nada dese saite segundo eu nunca mais vou entrar nese saite

    ResponderExcluir